Talismã

  
Meu coração bateu forte
Quando fora de hora cheguei
Vim te ver pra me alimentar
e colher do que plantei
Nas esquinas de cada manhã
Das manhãs que a vida me deu
Te busquei
e era um tal de vagar pelos cantos
Meu canto e eu
Onde vou uma sombra que voa
preso na esteira de cada ilusão
Um passageiro à espera de condução
Sempre sonha
Sonhador o meu horizonte
é onde vou estar amanhã
Qual talismã a ponta do seu olhar
Me acompanha
Nas esquinas de cada manhã
Das manhãs que a vida me deu
Musica: Talismã
Cantor: Zé Geraldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Uma Resposta

Somos a resposta exata do que a gente perguntou Entregues num abraço que sufoca o próprio amor Cada um de nós é o resultado da união De ...