Morte e renascimento

“Eu lhe dou a vida, eu lhe dou a morte, é tudo uma coisa só. Você anda pela estrada em espiral  a caminho do eterno, que é a existência sempre se transformando, sempre crescendo, sempre mudando. Nada morre que não nasça outra vez, nada existe sem ter morrido. Quando vier até mim  eu lhe darei as boas-vindas, então o acolherei no meu útero, meu caldeirão de transformação onde você será misturado e peneirado, fundido e triturado, reconstituído e depois reciclado. Você sempre volta para mim, você sempre vai embora renovado. Morte e renascimento nada mais são que pontos de transição ao longdo do caminho eterno.”
(Oráculo da Deusas - Cerridwen)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Uma Resposta

Somos a resposta exata do que a gente perguntou Entregues num abraço que sufoca o próprio amor Cada um de nós é o resultado da união De ...