sexta-feira, 20 de julho de 2012

Sentidos

Mãos, Amizade, Amigos, Crianças
De todos os sentidos, a vista é o mais superficial.
O ouvido, o mais orgulhoso. O olfato, o mais voluptuoso.
O gosto, o mais inconstante. E o tato, o mais profundo.
(Denis Diderot, filósofo e escritor francês)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

O mesmo destino para todos

A mesma coisa acontece aos homens bons e aos perversos. A morte é muito democrática; há uma para todos.