Amar é uma escolha


 
É uma ilusão pensar que se ama alguém por causa de suas qualidades. Existe até quem afirme que os defeitos são o tempero, o charme da pessoa amada. O amor não se justifica. Ele nasce de dentro pra fora. Não é a outra pessoa que amamos. Nós amamos o amor. A outra pessoa foi uma escolha nossa, para projetarmos nela os nossos sonhos e permitirmos a nós mesmos a oportunidade de sentir amor. Aí, abrimos a nossa guarda, fechamos os olhos, porque é pra dentro de nós mesmos que olhamos e, simplesmente, sentimos amor. É bom pensar nisso: escolhemos determinada pessoa e, sem nos darmos conta, transferimos pra ela o amor que idealizamos. Passados os momentos de euforia, quando abrimos os olhos, nos vemos diante de uma pessoa real e não a que projetamos. Começamos, então, a enxergar as diferenças e a descobrir os defeitos. É comum entrarmos em conflito. É difícil suportar conviver com a realidade, porque não queremos destruir o nosso sonho. Colocamos naquela pessoa escolhida por nós a culpa por ela não ser quem nós queríamos que ela fosse. É este um dos motivos das brigas e das separações.
 
A DECISÃO É NOSSA!!
Ter alguém é uma escolha. Permanecer junto é uma decisão que exige compromisso, entrega, honestidade e dedicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Uma Resposta

Somos a resposta exata do que a gente perguntou Entregues num abraço que sufoca o próprio amor Cada um de nós é o resultado da união De ...