Escolhendo o próprio destino


— Estou disposto a largar tudo, disse o príncipe ao mestre. Por favor, me aceite como discípulo.
— Como um homem escolhe seu caminho? Perguntou o mestre.
— Pelo sacrifício, respondeu o príncipe.
— Um caminho que exige sacrifício, é um caminho verdadeiro. Completou o príncipe.
O mestre esbarrou numa estante. Um vaso caríssimo despencou, e o príncipe atirou-se ao chão para agarra-lo. Caiu de mau jeito e quebrou o braço, mas conseguiu salvar o vaso.
— Qual é o maior sacrifício: ver o vaso espatifar-se, ou quebrar o braço para salvá-lo? Perguntou o mestre.
— Não sei, respondeu o príncipe.
— Então como quer orientar sua escolha pelo sacrifício? Respondeu o mestre.
O verdadeiro caminho é escolhido por nossa capacidade de ama-lo, não de sofrer por ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Quanto é necessário para ser feliz?

Não é preciso nascer em berço de ouro ou ganhar na loteria para compor reservas. A maior necessidade reside em escolher um padrão de vida c...