Aprendendo a Viver!

(Composição de Renato Teixeira)
O gesto que agradece o dado
O ato que engradece o fato
A luz que guia o meu sapato
O passo
é um laço
As grandes pedras do caminho
A sensação de embaraço
A intimidade de um abraço
O pacto
O rapto
As coisas do mundo
Vão se traduzindo
E o tempo é o vento
que vai conduzindo
E a gente navega
nos mares da vida
aprendendo a viver
Um dia se ama
outro dia se chora
É triste demais
quando alguém
vai embora
A alma do tempo
é uma luz que se acende
na escuridão
O tempo de plantar os sonhos
A hora mestra do momento
A voz do povo não pergunta
Apenas comenta 
O gestual da ousadia
O verso inverso da poesia
O lado oculto do silêncio
O lenço
A lágrima
Então o justo é ir embora
se assim quiser seu coração
Palavras abrirão caminhos
Por entre os espinhos
Não tema o jeito do destino
Viver é só um fingimento
E tudo é só uma lembrança
Imagens
Momentos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Uma Resposta

Somos a resposta exata do que a gente perguntou Entregues num abraço que sufoca o próprio amor Cada um de nós é o resultado da união De ...