domingo, 30 de abril de 2017

As coisas que via, já não as vejo agora

Resultado de imagem para floresta
Houve tempo em que o bosque, o rio e o matagal,
A terra e qualquer cena irrisória,
Pareciam-me na memória
Envoltos em luz celestial,
Qual sonho, frescor e glória.
Nada é como outrora –
Tudo que minha visão percebia,
Seja de noite, seja de dia,
As coisas que via, já não as vejo agora.
(William Wordsworth)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Liberado

Hoje tudo está liberado Em nome do amor Ponto de encontro De toda a cidade Pode romance Vale amizade Mistura de raças Credos e cores Hoje tu...