segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Saudade!

Só se tem saudade do que é bom
Se chorei de saudade não foi por fraqueza
Foi porque eu amei
E se eu amei, quem vai me condenar?
Se eu chorei, quem vai me criticar?
Só quem não amou, quem não chorou
Quem se esqueceu que é um ser humano
Quem não viveu, quem não sofreu
Só quem já morreu... e se esqueceu de deitar
(Musica: Saudade - Nelsinho Corrêa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

O mesmo destino para todos

A mesma coisa acontece aos homens bons e aos perversos. A morte é muito democrática; há uma para todos.