domingo, 31 de março de 2013

Amanhecendo...


Uma ocasião, meu pai pintou a casa toda  de alaranjado brilhante. 
Por muito tempo moramos numa casa,  como ele mesmo dizia, 
constantemente amanhecendo. 
(Adélia Prado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Tudo que sei, tudo que vejo

Com meus olhos posso enxergar até onde minha ignorância permite. Depois disto, nada mais posso ver.