segunda-feira, 26 de novembro de 2012

As três palavras mais estranhas

Quando pronuncio a palavra Futuro
a primeira sílaba já pertence ao passado.
Quando pronuncio a palavra Silêncio,
destruo-o.
Quando pronuncio a palavra Nada,
crio algo que não cabe em nenhum não-ser.
(Wislawa Szymbroska)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Liberado

Hoje tudo está liberado Em nome do amor Ponto de encontro De toda a cidade Pode romance Vale amizade Mistura de raças Credos e cores Hoje tu...