sábado, 29 de outubro de 2011

Mestre Me Permita...


 Mestre,  faz de mim um instrumento de tua luta!
Onde houver fé cega, que eu leve a razão;
Onde houver racionalismo, que eu leve o encanto;
Onde houver resignação, que eu leve o entusiasmo;
Onde houver dogmas, que eu leve a dúvida;
Onde houver rotina, que eu leve a crise.
Porque este ainda será um mundo de paz, 
sem nunca deixar de haver lutas !


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

O mesmo destino para todos

A mesma coisa acontece aos homens bons e aos perversos. A morte é muito democrática; há uma para todos.